Aguarde por favor...
A página está a ser carregada

Cientistas desmistificam "barriga de cerveja"

05 de Março de 2013 em Bebidas

Classificação: 4
por 3 pessoas

  • Imagem de Cientistas desmistificam "barriga de cerveja"

A tão falada barriga de cerveja foi desmistificada. Cientistas defendem que o excesso de gordura na barriga pode não ser causado pelo consumo de cerveja. Na verdade quando bebida moderadamente a cerveja pode ser benéfica e até tem um efeito hidratante no organismo após exercício físico intenso.

Um estudo realizado numa Universidade alemã concluiu que o consumo regular de cerveja não é a única razão pela qual surge a barriga de cerveja. Na verdade o excesso de gordura abdominal é fruto de vários fatores. Os participantes no estudo com elevados consumos de cerveja sofreram um aumento da gordura corporal, mas ganharam peso generalizado e não apenas à volta da cintura. Os restantes participantes não consumidores de cerveja também revelaram aumento de peso.

A origem deste mito tão generalizado pode dever-se ao facto de após um consumo elevado de cerveja ocorrer um aumento abdominal. Mas este aumento é apenas temporário e deve-se à fermentação da cerveja.
A deposição permanente de gordura na zona abdominal é fruto de uma alimentação rica em gorduras e sedentarismo.
 
Os ingredientes básicos da cerveja são água, cevada, lúpulo e leveduras. A bebida resulta de um processo de fermentação.

Para além de não ser responsável pela barriga de cerveja, esta bebida pode ser uma grande aliada na recuperação do organismo após o exercício físico. A cerveja é rica em elementos antioxidantes, que combatem os radicais livres e possui elevados níveis vitamínicos e minerais que ajudam na recuperação do níveis imunológicos e reduzem as dores musculares.
Muitos cientistas defendem que o consumo de cerveja diário de 40 cl para os homens e 20 cl para as mulheres contribui para a diminuição de doenças cardiovasculares, proteção do sistema imunológico e retarda os efeitos do envelhecimento e da osteoporose.

Mas lembre-se o consumo em excesso de álcool é nefasto para o organismo, para além aumentar os níveis de gordura no organismo, aumenta o risco de doenças hepáticas e cardiovasculares.

Se beber cerveja faça-o moderadamente, cerca de um copo por dia, faça exercício físico e uma alimentação equilibrada e nunca será vítima da famosa barriga de cerveja

Comente a dica Cientistas desmistificam "barriga de cerveja"

Ser membro tem muitas vantagens

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por kozinharte.com e pelos nossos Parceiros